DISTÚRBIOS DA COAGULAÇÃO

Autores

  • Fabiano de Abreu Rodrigues
  • Natália Barth

DOI:

https://doi.org/10.53612/recisatec.v2i4.114

Palavras-chave:

Distúrbios da coagulação, Tromboses, Hemofilias

Resumo

O sangue é composto por várias substâncias, onde cada uma delas tem uma função. Dentre essas substâncias, encontram-se as proteínas denominadas fatores de coagulação, que ajudam a estancar sangramentos quando ocorre o rompimento dos vasos sanguíneos. Desequilíbrios, erros na formação ou deficiências destas proteínas, podem ocasionar desordens de hiper ou hipocoagulação. Neste artigo serão abordadas as tromboses e hemofilias assim como o tratamento e a prevenção. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano de Abreu Rodrigues

Logos University international

Natália Barth

Biomédica Auditora Interna NBR ISO 9001:2015 e NBR ISO/IEC 17025:2017

Docente e tutora de cursos de graduação e pós-graduação EAD e presencial. Doze anos de experiência como plantonista em todos os setores do laboratório de análises clínicas. Responsável técnica do setor de Microbiologia e Controle de Qualidade. Implantação de novas metodologias, validação, criação de POPs e treinamento de equipes. Garantia da qualidade na indústria alimentícia e farmacêutica. Mestre em ciências médicas e pós-graduada em biologia molecular, docência e acreditação hospitalar.

Referências

SILVA, A. S., et al. Distúrbios pró-trombóticos/Trombofilias. Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna; 17(1): 49-64, JAN/MAR 2010.

ZÉTOLA, V. H. F.; et al. Acidente vascular cerebral em pacientes jovens. Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.59 no.3B São Paulo Sept. 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S0004-282X2001000500017

BAUDUER, F.; LACOMBE, D. Factor V Leiden, prothrombin 20210A, methylenetetrahydrofolate reductase 677T, and population genetics. Molecular Genetics and Metabolism 86 (2005) 91–99. DOI: https://doi.org/10.1016/j.ymgme.2005.04.002

DUQUE, F. L. V.; MELLO, N. A. Trombogênese – Trombofilia. J Vasc Br 2003, Vol. 2, Nº2.

BAUER KA, ROSENDAAL FR, HEIT JA. Hipercoagulability: too many tests, too much conflicting data. Hematology 2002; 353-68. DOI: https://doi.org/10.1182/asheducation-2002.1.353

HERKENHOFF, M. E. Análise da mutação G20210A no gene da protrombina (fator II) em pacientes com suspeita de trombofilia no sul do Brasil. J Bras Patol Med Lab • v. 48 • n. 2 • p. 85-89 • abril 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1676-24442012000200003

OLIVEIRA FILHO, A. B. et al. Discriminação alélica do fator V da coagulação por PCR em tempo real: diagnóstico simples e preciso. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2009;31(1):25-28. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-84842009005000005

PIO, S. F.; OLIVEIRA, G. C.; REZENDE, S. M.; AS BASES MOLECULARES DA HEMOFILIA A. Rev Assoc Med Bras 2009; 55(2): 213-9. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-42302009000200029

REZENDE, S. M. Distúrbios da hemostasia: doenças hemorrágicas. Rev Med Minas Gerais 2010; 20(4): 534-553.

CASTILHO-FERNANDES, A.; PESSOLATO, A. G. T.; FONTES, A. M. Hemofilia B sob um olhar panorâmico. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 10, n. 1, p. 275-289, 2012. DOI: https://doi.org/10.5892/ruvrv.2012.101.275289

SALAZAR-SÁNCHEZ, L. Molecular diagnosis of hemophilia A and B. Report

of five families from Costa Rica. Rev. Biol. Trop. 52 (3): 521-530, 2004 DOI: https://doi.org/10.1016/S0039-6028(04)00132-3

Publicado

31/03/2022

Como Citar

Abreu Rodrigues, F. de, & Barth, N. (2022). DISTÚRBIOS DA COAGULAÇÃO. RECISATEC - REVISTA CIENTÍFICA SAÚDE E TECNOLOGIA - ISSN 2763-8405, 2(4), e24114. https://doi.org/10.53612/recisatec.v2i4.114

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>