ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A MULHERES PRIMÍPARAS PARA O ALEITAMENTO MATERNO: DESAFIOS E POTENCIALIDADES

Autores

  • Adriana Paula Morais de Albuquerque
  • Erik Morais de Albuquerque
  • Roberta Rakele Medeiros de Arruda
  • Roberta Rosa da Silva Feitosa
  • Jonas Amorim da Silva
  • Pollyanna Christina do Nascimento Rodrigues
  • Diana Silva do Nascimento
  • Wanuska Munique Portugal
  • Giselda Bezerra Correia Neves
  • Paulo Dias de Amorim Neto

DOI:

https://doi.org/10.53612/recisatec.v2i1.61

Palavras-chave:

Cuidados de enfermagem; Aleitamento materno; Parto

Resumo

Objetivo: Investigar as contribuições da enfermagem na assistência ao aleitamento materno em mulheres primíparas. Metodologia: Trata-se de uma revisão de literatura nas bases de dados LILACS e SciElo, onde 10 artigos foram selecionados de 78 recuperados. Resultados: Demonstrando a importância das ações da enfermagem na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, que devem ser iniciadas de maneira imediata no pré-natal, mantendo-se até o puerpério, com ênfase nas mulheres primíparas, bem como a relevância do leite materno para o crescimento e desenvolvimento cognitivo da criança, através de atividades educativas e acompanhamento da mãe e criança, durante o período destinado da amamentação. Conclusão: Dentre os desafios encontrados pelo enfermeiro na assistência as mulheres primíparas podemos citar: falta de adequação por alguns profissionais e instituições em seguir as boas práticas para o parto e aleitamento materno, quebra de crenças e tabus, condições socioeconômicas, e inclusão da participação familiar. Já as potencialidades podem ser evidenciadas pelas múltiplas ações do enfermeiro que alcançam um impacto positivo na qualidade de vida do binômio, através do acolhimento, humanização, escuta ativa, curso de gestantes no pré-natal, roda de gestantes e visita puerperal. O enfermeiro é o profissional com habilidades técnicas-científicas na arte do cuidar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Paula Morais de Albuquerque

Centro Universitário Brasileiro

Erik Morais de Albuquerque

Centro Universitário Brasileiro

Roberta Rakele Medeiros de Arruda

Centro Universitário Brasileiro

Roberta Rosa da Silva Feitosa

Centro Universitário Brasileiro

Jonas Amorim da Silva

Centro Universitário Brasileiro

Diana Silva do Nascimento

Centro Universitário Brasileiro. Bacharel em Enfermagem

Referências

ADAMS, F.; RODRIGUES, C.P. Promoção e apoio ao aleitamento materno: um desafio para a enfermagem. Vivências: Rev. Elet. Ext. URI, v.6, n.9, p.162-166, 2010.

ALMEIDA, I.S.; RIBEIRO, I. B.; RODRIGUES, B. M. R. D.; COSTA, C. C. P.; FREITAS, N. S.; VARGAS, E. B. Amamentação para mães primíparas: perspectivas e intencionalidades do enfermeiro ao orientar. Rev. Cogitare Enferm, v.15, n.1, p. 19-25, 2010.

ALVES, T.R.M; CARVALHO, J. B. L; LOPES, T. R. G.; SILVA, G. W. S.; TEXEIRA, G. A. Contribuições de enfermeiros na promoção do aleitamento materno exclusivo. Rev. Rene. v.19, n.1, p.33072, 2018.

AMORIM, M.M.; ANDRADE, E.R. Atuação do enfermeiro no PSF sobre aleitamento materno. Rev. Perspectiva Online, v.3, n.9, p.93-110, 2009.

ARAÚJO, M.F.M.; OTTO, A. F. N; SCHMITZ, B. A. S. Primeira avaliação do cumprimento dos “dez passos para o sucesso do aleitamento materno” nos hospitais Amigos da Criança do Brasil. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., v.3, n.4, p.411-419, 2003. Doi: 10.1590/S1519-38292003000400006.

AZEVEDO, B.S.; REIS, A. C. S.; FREITAS, L. V.; COSTA, P. B.; PINHEIRO, P. N. C.; DAMASCENO, A. K. C. Conhecimento de primíparas sobre benefícios do aleitamento materno. Rev. Rene, v.11, n.2, p.53-62, 2010.

BARRETO, C.A.; SILVA, L. R.; CHRISTOFFEL, M. Aleitamento: a visão das puérperas. Rev. Eletr. Enf., v.11, n.3, p.605, 2009. Doi: 10.5216/ree.v11.47129.

BATISTA, K.R.A.; FARIAS, M. C. A. D.; MELO, W. S. N. Influência da assistência de enfermagem na prática da amamentação no puerpério imediato. Rev. Saúde debate, v.37, n.96, p.130- 138, 2013. Doi: 10.1590/S0103-11042013000100015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Área Técnica de Saúde da Mulher. Parto, Aborto e Puerpério: Assistência Humanizada à Mulher. Brasília, 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: Princípios e diretrizes. Brasília, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Promovendo o aleitamento materno. Brasília, 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da Criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília, 2015.

CASTRO, I.R.; MELO, M. C. P.; MORAIS, R. J. L.; SANTOS, A. D. B. Partejar de Prímiparas: reflexo na amamentação. Revista de Enfermagem UERJ, v.27, n.11, p.43354, 2019. Doi: 10.12957/reuerj.2019.43354.

CHAVES, R.; LAMOUNIER, R. G.; CESAR, C. C. Fatores associados com a duração do aleitamento materno. Jornal de Pediatria, v.83, n.3, p.246, 2007. Doi: 10.1590/S0021-75572007000400009

DUDOU, H.D.; OLIVEIRA, T. D. A.; ORIA, M. O. B.; RODRIGUES, D. P.; PINHEIRO, P. N. C.; LUNA, I. T. A prática educativa realizada pela enfermagem no puerpério: representações sociais de puérperas. Rev. Bras. Enferm., v.70, n.6, p.1250-1258, 2017. Doi: 10.1590/0034-7167-2016-0136.

DRULLA, A.G.; ALEXANDRE, A. M. C.; RUBEL, F. I.; MAZZA, V. A. A visita domiciliar como ferramenta ao cuidado familiar. Rev. Cogitare Enferm, v.14, n.4, p.667-674, 2009. Doi: 10.5380/ce.v14i4.16380.

FERREIRA, C.K.M.; SOUSA, C. L.; SOARES, C. M.; LIMA, M. N. F. A.; BARRETO, C. C. M. Composição do leite humano e sua relação com a nutrição adequada à recém-nascidos pré-termos. Rev. Temas em Saúde, v.17, n.1, p.118-146, 2017.

FIGUEIREDO, J.V.; FIALHO, A. V. M.; MENDONÇA, G. M. M.; RODRIGUES, D. P. A dor no puerpério imediato: Contribuição do cuidado de enfermagem. Rev. Bras. Enferm., v.71, n.3, p.1343-1350, 2018. Doi: 10.1590/0034-7167-2017-0345.

FUJIMORI, E.; NAKAMURA, E.; GOMES, M. M.; JESUS, L. A. Aspectos relacionados ao estabelecimento e à manutenção do aleitamento materno exclusivo na perspectiva de mulheres atendidas em uma unidade básica de saúde. Rev. Interface-Comunic., Saúde, Educa., v.14, n.33, p.315-327, 2010. Doi: 10.1590/S1414-32832010000200007.

GALVÃO, C.M. Níveis de evidências. Acta Paul Enferm., v.19, n.2, 2006. Doi: 10.1590/S0103-21002006000200001.

GRAÇA, L.C.C.; FIGUEIREDO; M. C. B; CONCEIÇÃO, M. T. C. C. Contribuições da intervenção de enfermagem na atenção básica para a promoção do aleitamento materno. Rev. Latino-am. Enfermagem, v.19, n.2, 2011.

GUERREIRO, E.M.; RODRIGUES, D. P.; QUEIROZ, A. B. A.; FERREIRA, M. A. Educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal: sentidos atribuídos por puérperas. Rev. Bras. Enferm., v.67, n.1, p.13-21, 2014. Doi: 10.5935/0034-7167.20140001.

JESUS, P.C.; OLIVEIRA, M. I. C.; MORAES, J. R. Capacitação de profissionais de saúde em aleitamento materno e suas associações com conhecimentos, habilidades e práticas. Rev. Ciência & Saúde Coletiva, v.22, n.1, p.311-320, 2015. Doi: 10.1590/1413-81232017221.17292015.

SINGH, J. Critical appraisal skills programme. Journal of pharmacology and pharmacotherapeutics, v. 4, n. 1, p. 76-77, 2013.

MARANHÃO, T.A.; GOMES, K. R. O.; NUNES, L. B.; MOURA, L. N. B. Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. Cad. Saúde Colet., v.23, n.2, p.132-139, 2015. Doi: 10.1590/1414-462X201500020072.

MASCARENHAS, M.L.W.; ALBERNAZ, E. P.; SILVA, M. B.; SILVEIRA, R. B. Prevalência do aleitamento materno exclusivo nos três primeiros meses de vida e seus determinantes no Sul do Brasil. Rev. J. Pediatr., v.82, n.4, p.289-294, 2006. Doi: 10.1590/S0021-75572006000500011.

MENDES, K.D.S.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C.M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm., v .1, n.4, p.758-764, 2008. Doi: 10.1590/S0104-07072008000400018.

NARCHI, N.Z.; FERNANDES, R. A. Q.; GOMES, M. M. F.; QUEIROZ, M. L.; HIGASA, D. N. Análise da efetividade de um programa de incentivo ao aleitamento materno em comunidade carente na cidade de São Paulo. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., v.5, n.1, p.87-92, 2005.

OMS. Organização Mundial de Saúde. Proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno: o papel essencial dos serviços materno-infantis. Genebra, 1989.

OMS. Organização Mundial de Saúde. A duração ideal do aleitamento materno exclusivo: resultados de uma revisão sistemática da OMS. Genebra, 2001.

REZENDE, F.J.; MONTENEGRO, C.A. Rezende Obstetrícia. 13ª ed., p.3521- 3528, 2014.

ROCHA, M.G.; COSTA, E.S. Interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo: experiência com mães de crianças em consultas de puericultura. Rev. Bras. Promoç. Saúde, v.28, n.4, p.547-552, 2015. Doi: 10.5020/18061230.2015.p547.

RODRIGUES, D.P.; FERNANDES, A. F. C.; SILVA, R. M.; RODRIGUES, M. S. P. O domicílio como espaço educativo para o autocuidado de puérperas: binômio mãe-filho. Rev. Texto & Contexto Enfermagem, v.15, n.2, p.277-286, 2006. Doi: 10.1590/S0104-07072006000200012.

RODRIGUES, N.A.; GOMES, A.C.G. Aleitamento Materno: Fatores determinantes do desmame precoce. Enferm. Rev., v.17, n.1, p.30-46, 2014.

SILVA, M.B.C.; MOURA, M.E.B.; SILVA, A.O. Desmame precoce: representações sociais de mães. Rev. Eletrônica de Enfermagem, v.9, n.1, p.31-50, 2009. Doi: 10.5216/ree.v9i1.7134.

SILVA, L.P.; SILVEIRA, L. M.; MENDES, T. J. M. Assistência puerperal e a construção de um fluxograma para a consulta de enfermagem. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant., v.20, n.1, p.115-127, 2020. Doi: 10.1590/1806-93042020000100007.

SOUZA, R.M.P.; ALVES, V. H.; RODRIGUES, D. P.; BRANCO, M. B. L. R.; LOPES, F. O.; BARBOSA, M. T. R. S. Estratégias do enfermeiro no manejo clínico da amamentação: um estudo descritivo-exploratório. Rev. Online Braz. J. nurse., v.14, n.1, p.51-61, 2015.

THULER, A.C.M.C.; WALL, M.L.; SOUZA, M.A.R. Caracterização das mulheres no ciclo gravídico-puerperal, e o incentivo à amamentação precoce. Revista Enfermagem UERJ, v.26, n.1, p.16936, 2018. Doi: 10.12957/reuerj.2018.16936.

TOMA, T.S.; MONTEIRO, C.A. Avaliação da promoção do aleitamento materno nas maternidades públicas e privadas do estado de São Paulo. Rev. Saúde Pública, v.35, n.5, p. 409-414, 2001. Doi: 10.1590/S0034-89102001000500001.

URSI, E.S.; GALVÃO, C.M. Perioperative prevention of skin injury: an integrative literature review. Revista Latino-Americana De Enfermagem, v.14, n.1, p.124-131, 2006. Doi: 10.1590/s0104-11692006000100017.

WENZEL, D.; SOUZA, S.B. Fatores associados ao aleitamento materno nas diferentes regiões do Brasil. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant., v.14, n.3, p. 241- 249, 2014. Doi: 10.1590/S1519-38292014000300005.

Downloads

Publicado

17/01/2022

Como Citar

Morais de Albuquerque, A. P., Morais de Albuquerque, E., Medeiros de Arruda, R. R., Rosa da Silva Feitosa, R., Amorim da Silva, J., Nascimento Rodrigues, P. C. do, Silva do Nascimento, D., Munique Portugal, W. ., Bezerra Correia Neves, G., & Dias de Amorim Neto, P. (2022). ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A MULHERES PRIMÍPARAS PARA O ALEITAMENTO MATERNO: DESAFIOS E POTENCIALIDADES. RECISATEC - REVISTA CIENTÍFICA SAÚDE E TECNOLOGIA - ISSN 2763-8405, 2(1), e2161. https://doi.org/10.53612/recisatec.v2i1.61

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)